Escola Pública Universal e Gratuita, As Ideias de Anísio Texeira, material para prova de concurso público.

agosto 28, 2013 | Autor: | Publicado em Educação

Escola Pública Universal e Gratuita.

 

Anísio Teixeira defendeu a seguinte ideia, que a escola deveria ser pública universal e gratuita, era positivista e defendia a sociedade liberal em um capitalismo humanizado.

O preceito fundamental nas ideias da democracia e da Ciência imaginava a educação ser o caminho necessário para construir a sociedade moderna.

Levando as mudanças que o Brasil precisava rumo à modernização do país, em todos os aspectos da vida do homem. Educar para poder desenvolver e democratizar, as ideias do velho iluminismo europeu.

O conceito da liberdade individual, o valor está no individuo, ele é por si suas necessidades, porém, todos existem em razão de todos, defendia as causas comuns, para poder prevalecer a individualidade  humana.

A educação é um ato de transformação, das coisas, das pessoas e do mundo, o saber pedagógico um conjunto de operações destinadas a realizar as necessidades do individuo e da nação.

Ele acreditava piamente nos preceitos do positivismo filosófico aplicado ao desenvolvimento de um país, pensava que para mudar  a sociedade primeiramente teria que mudar o homem.

Como nunca teve visão dialética da realidade política e econômica, pensava tão somente no poder das ideias e não na práxis do materialismo histórico desenvolvido pelo marxismo.

Só o homem novo poderia mudar sociedade, somente a educação alteraria a ordem das coisas, o espírito do positivismo americano.

Novo espírito está associado às transformações materiais, mas jamais por ideologia do coletivismo de influência marxista,  a mudança da escola pública em nível nacional, implicaria necessariamente na mudança do homem e do espírito da política nacional.

Anísio teve sempre como ideologia o liberalismo econômico, portanto sua proposta pedagógica fundamentava necessariamente na Filosofia ideológica da educação do escolanovismo ou Escola Nova.

Essa Filosofia política da educação nasceu no século XIX, na Europa e no EUA. A pedagogia tinha com base a oposição aos métodos tradicionais, especificamente o escolástico.

Naquele momento não era à base da constituição da nova sociedade e da evolução da mesma, o desenvolvimento do denominado capitalismo moderno.

Era o tempo histórico da revolução liberal,  o Brasil, não tinham intelectuais preparados para entender essa ideologia, até porque o país não era industrializado, sendo quase que inteiramente agrário.

John Dewey grande teórico da Pedagogia positivista elabora as bases do novo fundamento da verdade aplicado à prática das Ciências.

A verdade  para Dewey é tudo aquilo que é útil,  o referido conceito seria aplicado ao ideário do novo modelo de civilização proposto ao mundo.

A ideia deweyana defendia que a pessoa com maior liberdade, o que era proibido pelo método tradicional, fundamentado na escolástica, daria maior contribuição coletiva para ao desenvolvimento do novo ideal político de sociedade produtiva.

Anísio foi um de seus discípulos, imaginava que a escola deveria ser um agente de transformação e reconstrução social, visando estabelecer no Brasil o ideário do positivismo liberal base da revolução econômica burguesa.

Portanto, o ideal de sociedade para ele era o conceito de democracia como produto da revolução liberal herdada de fora, o que chocava com o modelo de economia agrária produzida no Brasil.

A Filosofia do fundamento da cultura  e o  utilitarismo serão os fundamentos da nova educação, visando essencialmente a mudança para o estabelecimento do  Estado político, com o objetivo do desenvolvimento da vida social.

Objetiva uma sociedade  justa, o que não seria possível com o antigo modelo de produção econômico brasileiro, era necessária a revolução industrial, o que aconteceria, mesmo  com a implantação da burguesia externa.

Diante dessa perspectiva, seria fundamental a educação pública nacional, a figura do professor indispensável ao novo ideário político, na formação do  homem liberal, na produção da sociedade democrática.

Sem os homens públicos que façam a máquina da educação caminhar, não existia possibilidade de realizar o desenvolvimento do pensamento, motivo pelo qual defendia a ideia fundamental da escola nova, o educador tem também que educar.

Anísio um filósofo da Ciência pertencente a uma concepção filosófica de matriz positivista que afirmava a superioridade da Ciência sobre todas as outras formas de compreensão humana da realidade, religião, metafísica, por ser a única capaz de apresentar benefícios práticos e alcançar o autêntico rigor cognitivo.

A universidade será desse modo um mecanismo do saber, destinado a aumentar o conhecimento humano, um centro de cultural capaz de atingir a mente e amadurecer a razão dos jovens para a produção do conhecimento em benefício da sociedade.

Uma escola de formação de profissionais o instrumento mais amplo e profundo de elaboração e transmissão da cultura  brasileira com  bases em parâmetros internacionais, na defesa de uma epistemologia de sustentação.

Estas são as ambições do seu projeto de construção também das universidades, profundamente nacional, mas intimamente ligadas, por esse amplo conceito de suas finalidades, às universidades  do mundo, com o mesmo propósito, o que não poderia ser diferente no Brasil, a grande difusão do saber.

Uma educação pública da melhor qualidade para todos, visando a  concretização desses valores políticos, foi importante que ocupasse os cargos políticos que ocupou onde defendeu a escola pública, leiga, universal, gratuita de boa qualificação para todos os brasileiros.

 

Edjar dias de Vasconcelos.

 

Compartilhe com os amigos...
Escola Pública Universal e Gratuita, As Ideias de Anísio Texeira, material para prova de concurso público.
7 votes, 5.00 avg. rating (99% score)
Edjar Dias de Vasconcelos

Autor:

Bacharel em Teologia pela Pontifícia Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção - Arquidiocese de São Paulo com graduação máxima no Exame De Universa Theologia. Licenciado em Filosofia, História e Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC-MG. Experiência na orientação de estudos em temas diversos, sendo que também conhece alguns idiomas.

Este autor publicou 509 artigos.

Comentários (1)

  1. Regiani

    Se houvesse um capitalismo humanizado e políticas conscienciosas sem desvio de verbas, teríamos uma educação de qualidade e igualitária para todos como queria o pensador Anísio Teixeira, em algumas escolas públicas as salas são superlotadas, parecendo mais um depósito, outras cheias de materiais didáticos desnecessários para a aprendizagem, somente com intuito do superfaturamento, acredito sim, que para mudar a sociedade, primeiro teria que mudar o homem.
    Quero em especial agradecer o Professor Edjar pelos ótimos artigos publicados para concurso público

Deixe uma resposta